A história da modernização das urnas no Brasil começa no século passado.

A long, long time ago, no tempo em que a Justiça Eleitoral ainda era principalmente analógica, ali por volta de 1985, cada Tribunal Regional Eleitoral (TRE) realizava seu próprio registro de eleitores.

Esse processo, além de abrir a porteira para falhas que você, eleitor moderno, nem faz ideia que um dia foram possíveis, demandava muito tempo para a divulgação dos resultados de cada eleição.

Diminuição de fraudes e mais segurança 

No longíquo ano de 85, lá se vão 44 anos, o objetivo principal da informatização era diminuir as fraudes em eleições que, na época, eram realizadas, vejam só, com papéis e urnas de lona, bem como tornar a contagem dos votos mais ágil – tem um pessoal mais antigo aqui na redação do blog que lembra da época em que acompanhava a divulgação dos resultados por rádio AM, durante mais de uma semana, quando o locutor anunciava voto a voto… imagina a trabalheira… e o suspense? 

Segundo um documento desenvolvido pela Justiça Eleitoral em comemoração aos 20 anos de urna eletrônica, comemorado em 2016, o Brasil tem hoje um processo eleitoral informatizado que segue a realidade brasileira e que sobretudo impede adulterações e garante o sigilo do voto de cada cidadão. 

Então, vejam bem, falamos lá em cima de votos em papéis onde nestes os eleitores precisavam escrever o nome e o número eleitoral do candidato e depositar na urna.

 Atualmente, tudo é registrado em uma urna eletrônica onde aperta-se o número do candidato e depois é só clicar no “verdinho” para confirmar o voto. Segundo um artigo publicado em 2014 pela The Economist, esse processo de modernização fez com que votos “inválidos” caíssem de 23% para 11%.  

Ainda sobre a evolução da tecnologia, a  biometria foi adotada em 2018 como uma camada a mais de segurança, uma maneira de garantir que o eleitor seja realmente quem ele diz ser e que ninguém vote mais de uma vez.

Timeline da modernização das urnas

Para você ter uma ideia mais clara dos períodos evolutivos de nosso sistema atual, deixo a linha do tempo abaixo com os caminhos trilhados, que diretamente influenciam na expansão da democracia:

COMENTÁRIOS