Traduzido para o português, o Cambridge Dictionary define cluster como “agrupamento”. Portanto, é uma palavra que pode ser utilizada em diferentes contextos. 

Aqui, falaremos do ponto de vista da computação e de como os clusters estão envolvidos com a disseminação de notícias, nem sempre com conteúdos verdadeiros, ou seja, as tão faladas fake news.

Clusters na perspectiva da computação

Nesse caso, a palavra cluster se refere a um sistema que combina vários computadores para trabalhar em conjuntos ou, até mesmo, dominar grupos desses computadores combinados. 

Cada grupo é composto de usuários com mesmo “viés ideológico”, formando, assim, um superconjunto de contas que compartilham visões semelhantes. Pode-se dizer que essa é uma forma de terem seus conteúdos “impulsionados” rapidamente. 

O objetivo do mecanismo é exatamente esse: aumentar a eficiência dessas contas, ou seja, otimizar o uso dos recursos das estações (as redes de computadores) e melhorar a dinâmica do processo de comunicação. 

Atuação nas redes 

Usando o Twitter como exemplo, recentemente, a Knight Foundation fez um relatório no intuito de mapear a forma como as fake news se disseminaram na internet durante as eleições nos EUA em 2016.

Uma das principais constatações é que como os clusters funcionam como um grande sistema e possui contas densamente conectadas. Além dessas contas ficarem ativas por muito tempo, as notícias têm vários canais para se espalharem, ou seja, basicamente funciona de forma cíclica e sem período para acabar, até que se desfaça.

COMENTÁRIOS